Por que Dietas Restritivas NÃO são Boas contra Obesidade?

dietas restritivas

Você já ouviu falar em dietas restritivas? As dietas restritivas são uma categoria dentro das famosas dietas da moda e são nada mais que planos alimentares que restringem algum grupo de alimentos ou nutrientes para atingir alguns objetivos, dentre eles o emagrecimento.

Mas você sabia que esse tipo de dieta não é muito eficaz para a obesidade? Continue acompanhando esta leitura e conheça um pouco mais sobre as dietas restritivas neste artigo. Entenda quais são as desvantagens de seguir esse plano alimentar e como uma verdadeira dieta para emagrecer deve ser.

 

atenção obesidade dieta restritiva

Por qual motivo dietas severas não são eficazes para a obesidade?

As dietas restritivas não são recomendadas para quem quer emagrecer por causa de vários motivos. Os principais citamos logo a seguir:

 

perda de peso obesidade

1. Restringem grupos de alimentos

As dietas restritivas geralmente restringem de forma muito brusca alguns grupos de alimentos e os que batem recorde de restrição são os alimentos fontes de carboidratos. Os alimentos que contêm carboidratos realmente podem causar o ganho de peso, porém, assim como todos os outros alimentos, isso somente acontece se forem consumidos de forma excessiva.

Outros alimentos que também podem ser muito restringidos nessas dietas são os que contêm gorduras, pelo fato de serem bem calóricos. Novamente repetimos que o que causa o ganho de peso é tudo aquilo consumido em excesso. Se consumidas adequadamente, as gorduras não provocam o aumento de peso.

Por isso, é importante destacar que todos os grupos alimentares são essenciais para compor a alimentação. Portanto, no tratamento da obesidade, não há necessidade de nenhum grupo alimentar ser retirado. A estratégia que deve ser seguida não é retirar um grupo alimentar, mas reduzir a porção diária, principalmente os que, se consumidos em excesso, podem causar algum problema de saúde, como as gorduras e os carboidratos.

Retirar grupos alimentares pode causar deficiência de nutrientes no corpo e sintomas indesejados, como veremos mais adiante. Todos os nutrientes são essenciais para o bom funcionamento do organismo promovendo, assim, a saúde.

 

perda de peso obesidade

2. Provocam o efeito sanfona

O efeito sanfona é uma situação onde o corpo perde peso e recupera o peso perdido de forma rápida, podendo acontecer, inclusive, repetidas vezes.

Esse efeito sanfona é muito comum de acontecer em quem faz dietas restritivas. Isso ocorre porque durante a realização dessas dietas, a pessoa não aprende a se alimentar da forma correta, ou seja, não passa por um processo de reeducação alimentar a fim de que os hábitos alimentares sejam mudados para que o obeso possa se alimentar de forma adequada após o emagrecimento e, assim, conseguir manter o peso perdido.

As dietas restritivas se preocupam mais com o momento, ou seja, somente com a perda de peso. O objetivo é mais a restrição severa de calorias para que haja a perda de peso rápida. Elas não têm a finalidade de melhorar os hábitos alimentares para que a pessoa possa passar a se alimentar melhor de forma definitiva e é justamente por isso que há o risco de o peso voltar novamente, às vezes até maior do que antes.

Dessa maneira, a melhor forma de emagrecer de maneira eficaz e segura é restringindo as calorias sim, mas não de forma muito restritiva, para não causar impactos fortes no corpo. Além disso, a mudança dos hábitos alimentares é fundamental para que haja a manutenção do peso perdido.

 

perda de peso obesidade

3. Causam vários efeitos negativos

Outro ponto negativo das dietas restritivas é que elas geralmente causam efeitos adversos no organismo. São um quadro de sintomas que podem ser prejudiciais, como fraqueza, fadiga, tonturas, desmaios, náuseas, vômitos, problemas de memória, falta de concentração, entre outros.

Isso acontece justamente pela falta de alguns nutrientes, como os carboidratos, que geralmente são muito reduzidos e até cortados nesses planos alimentares. Os carboidratos são a fonte principal e imediata de energia para o nosso corpo, por isso, se reduzidos bruscamente ou retirados da alimentação, podem causar esses e outros efeitos indesejados.

Os carboidratos realmente são um grupo de alimentos que, se consumidos de forma exagerada, podem causar o aumento de peso. Porém, para emagrecer, não há necessidade de serem bruscamente reduzidos ou retirados da alimentação. O equilíbrio é a chave, assim como em relação aos demais nutrientes.

 

emagrecer obesidade

Que dieta seguir para tratar a obesidade?

O que vemos em quase todas as dietas restritivas é a promessa de perda de peso rápida, porém, sem ensinar as pessoas a se alimentarem melhor.

Para emagrecer, você não precisa tornar a sua alimentação algo muito restritivo ou sofrer sintomas adversos. Melhorar seus hábitos alimentares é o melhor caminho para uma perda de peso eficaz e permanente. Uma dieta saudável deve incluir todos os grupos alimentares, equilibrando a quantidade ingerida de acordo com cada necessidade de cada pessoa.

Nosso organismo precisa de todos os nutrientes, como carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas e minerais, mas todos devem ser consumidos na dose certa, nem mais e nem menos. Por isso, antes de seguir qualquer dieta restritiva, veja os contras e decida se você prefere esse tipo de dieta ou uma alimentação equilibrada e saudável.

Lembre-se de que com uma dieta restritiva você pode sim ter resultados mais rápidos, mas quando falamos do nosso peso e da nossa saúde, nem sempre a rapidez é algo que deve ser priorizado.

Para que você tenha melhores resultados no tratamento da obesidade através de uma dieta balanceada, procure um profissional nutricionista. Destacamos, ainda, que para uma dieta voltada para o tratamento da obesidade ter o efeito esperado, é importante também associá-la à prática de atividade física de forma regular.

Só assim é possível obter uma perda de peso de forma que o obeso saia dessa zona e obtenha o peso tão desejado, sempre, é claro, com acompanhamento profissional, pois o peso em excesso pode acabar dificultando a execução de algumas atividades, principalmente as pessoas mais obesas que têm dificuldade de mobilidade.

Então, siga uma dieta balanceada e pratique atividade física, pois esses dois caminhos são os mais indicados para uma perda de peso saudável, eficaz e duradoura.

 

 

Outros…

Alimentação e hábitos melhores contra a obesidade ⇗

Aparência e saúde para a mulher ⇗

Entrega de remédio que emagrece no RJ ⇗